Evento sobre OSS é encerrado com palestras e debates no Tribunal de Contas

oss

Encerrou-se nessa segunda-feira (9), no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), o Debate “Organizações Sociais de Saúde (OSS): a experiência goiana na visão do controlador e do controlado”, organizado pela Escola Superior de Contas (Escon), com o propósito de auxiliar nas discussões sobre essa temática em Rondônia.

Durante o evento, realizado no auditório do Tribunal, foram realizadas palestras com agentes públicos tanto da área de controle e fiscalização quando da gestão. Ainda na parte da manhã, foi aberto espaço ao superintendente executivo da Secretaria do Estado de Goiás, Deusdedith Vaz, para falar sobre o processo de implantação das OSS em seu estado.

Também houve apresentação do promotor de Justiça da Saúde e Cidadania do Ministério Público de Goiás, Érico de Pina Cabral, enfocando a visão do MP a respeito das OSS em Goiás. Ainda pela manhã, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, que se fez presente ao evento, abordou aspectos relativos à área de gestão da saúde na capital rondoniense.

No período da tarde, o procurador do Estado de Goiás, Rafael Arruda Oliveira, e o médico e consultor de gestão em saúde pública Wladimir Taborda apresentaram pontos relevantes sobre as OSS.

Houve ainda espaço para apresentações do secretário de Saúde de Porto Velho, Orlando Ramires, e do secretário Luis Eduardo Maiorquim (Sesau-RO), abordando, respectivamente, a situação da saúde no município e no Estado.

Antes do encerramento, feito pelo conselheiro presidente Edilson de Sousa, foi realizada uma mesa-redonda, com a participação dos palestrantes, ocasião em que os participantes do evento puderam esclarecer dúvidas e expor questionamentos sobre as temáticas enfocadas ao longo da atividade.